Título coloca Renato Gaúcho em hall de campeões da Libertadores como jogador e técnico

Conquistas de 1983 e 2017 fazem Renato se tornar o primeiro brasileiro a entrar no seleto grupo; outros sete nomes completam a lista

Renato Portaluppi adotou o ‘Gaúcho’ como segundo nome e fez do Grêmio sua casa. Há 34 anos, Renato e o grupo tricolor conquistavam a primeira taça da Copa Libertadores da América, diante do Peñarol. Neste 29 de novembro de 2017, Renato conquistou a competição pela segunda vez, agora como técnico, feito inédito, até então, para um brasileiro.

Na lista total, somente oito nomes foram campeões da Libertadores como jogador e também como treinador. Humberto Marchisio, faturou a competição em 1967 como atleta do Racing/ARG e em 1973 como técnico do Independiente/ARG.

Roberto Ferreiro foi bicampeão com o Independiente/ARG em 1964 e 1965. Nove anos depois da última taça, Ferreiro comandou outra conquista do Independiente. O uruguaio Luis Cubillas foi bicampeão com o Peñarol em 1960 e 1961. Dez anos depois, foi o técnico campeão com o rival Nacional.

Juan Martin Mujica, uruguaio, venceu a Libertadores como jogador em 1971, com o Nacional. Nove anos depois foi campeão novamente com o Nacional, porém, como treinador. O argentino José Omar Pastoriza venceu em 1972 como jogador e em 1984 como técnico, ambas as conquistas pelo Independiente/ARG.

Nery Pumpido, argentino, faturou a Libertadores de 1986 como jogador do River Plate e a de 2002, como técnico do Olímpia/PAR. Marcelo Gallardo conquistou a Libertadores de 1996 como jogador e a de 2015 como treinador do River Plate.

Agora, Renato ‘Gaúcho’ Portaluppi entra para o seleto hall de campeões como jogador e técnico. Renato se torna o primeiro brasileiro na lista, com as conquistas de 1983 e deste ano com o Grêmio. Há nove anos, Renato bateu na trave com o Fluminense, mas diante do Lanús, e após uma campanha vitoriosa em todas as fases, o treinador finalmente se sagra bicampeão da Copa Libertadores.

Em dezembro, Renato terá a oportunidade de repetir o filme de 34 anos atrás, quando comandou o Grêmio na primeira e única conquista mundial com dois gols diante do Hamburgo, da Alemaha. O Imortal vai enfrentar o vencedor de Pachuca/MEX e Wydad Casablanca/MAR no dia 9 do próximo mês, na semifinal do Mundial de Clubes.

Leandro Oliveira

Leandro Oliveira é estudante de jornalismo e apaixonado por futebol. Trabalhou como repórter esportivo por emissoras de rádio e jornais impressos do Vale do Paraíba, além de ter criado pequenos projetos na área esportiva nesta região. Decidiu apostar na idealização do Tempo de Bola por acreditar na realização de um trabalho diferenciado na elaboração de pautas, apuração, construção de conteúdo e publicação de matérias e reportagens multimídia. “É necessário fugir do jornalismo esportivo comum, buscar novos caminhos, fazer um trabalho sob outra ótica e com qualidade”, destacou.

Compartilhe:

Facebook
Facebook
Google+
http://www.tempodebola.com/2017/11/30/titulo-coloca-renato-gaucho-em-hall-de-campeoes-da-libertadores-como-jogador-e-tecnico">
Twitter
INSTAGRAM

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*